<%@ Page Language="pt" ContentType="text/html" ResponseEncoding="iso-8859-1" %> Mario Quintana: Eterno Espanto <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d6887636\x26blogName\x3dMario+Quintana:+Eterno+Espanto\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dSILVER\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://quintanares.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://quintanares.blogspot.com/\x26vt\x3d-4214758416779650775', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>
quinta-feira, outubro 08, 2009

A Bela e o Dragão

As coisas que não têm nome assustam, escravizam-nos, devoram-nos...
Se a bela faz de ti gato e sapato, chama-lhe, por exemplo, A BELA
DESDENHOSA. E ei-la rotulada, classificada, exorcizada, simples marionete
agora, com todos os gestos perfeitamente previsíveis, dentro do seu papel de
boneca de pau. E no dia em que chamares a um dragão de JOLI, o dragão
te seguirá por toda parte como um cachorrinho...



[Mario Quintana; Sapato Florido, 1948]

10 Comments:

  • Grannnndeee Mário Quintana.

    "...o dragão te seguirá por toda parte como um cachorrinho."


    Abraço fraterno.
    Filosofia dos Anjos

    By Anonymous Anjo, at 7:56 AM  

  • Tenho um blog sobre curiosidades e gostaria de saber de você se haveria a possibilidade de você me ajudar
    colocando o link do meu blog no seu e eu faria o mesmo com o seu,meu nome é Luciano e sou Bombeiro Militar
    no Rio de Janeiro,
    parabéns pelo trabalho que vem fazendo com seu blog e fico aguardadando sua resposta

    Curiosidades
    http://centraldascuriosidade.blogspot.com/

    Tenho um blog também sobre bombeiros
    Vida de bombeiro
    http://www.heroisdavida.blogspot.com/

    Mensagens e poemas:
    Mensagens
    http://centraldoamorvirtual.blogspot.com/

    Meu time de coração,Fluminense:
    Fluzão
    http://fluzaoeterno.blogspot.com/

    Visite os meus blogs e veja se pode me ajudar colocando o link de algum deles no seu,um abração

    Caso tenha interesse entre em contato comigo pelo email lmturl@gmail.com,mandando mensagem em qualquer blog meu
    ou pelo orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=5076013500225631247

    MSN; bombeiro_dorio@hotmail.com

    By Blogger Fluzão Eterno, at 11:28 AM  

  • Que lindo seu blog...

    By Blogger Jôse, at 8:14 PM  

  • Cantiguinha de Verão

    Anda a roda
    desanda a roda

    e olha a lua a lua a lua!

    cada rua tem a sua roda
    e cada roda tem a sua lua

    no meio da rua
    desanda a roda:Oh,

    ficou a lua
    olhando em roda...

    triste de ser uma lua só


    comentarios

    acahamos o poema muito legal.
    ele fala das cantigas de roda.
    se que todas as crianças sabiam para a rua o que todas ela enchergavam a lua e pensavam que cada roda tinha a sua lua.
    na maioria de seus poemas era sobre a infancia, porque ele esta ficando melhor.

    By Blogger mario henrique camargo, at 1:44 PM  

  • O Baú
    -O é uma caixa cheia de lembranças -A alegria do poema -as lembranças de uma pessoa que esta na fase adulta -Quem é o bem amado -um grande amor que fala o poema –ele fala de sua infância que é uma coisa que ele gosta de escrever -No ultimo verso ele tenta sorrir vendo suas lembranças mas não consegue pois ele amadureceu e o seu sorriso não tem a mesma inocência de quando ele era criança
    Comentário
    O poema “Baú” fala da infância que é um tema que o autor gosta de escrever.O titulo tem a lógica grande com o poema “Baú” é uma coisa repleta de lembrança de sua infância nesse poema fala muitas coisas que fazem refletir.Quando ele tenta sorrir e ele não consegue,pois ele não tem a mesma inocência para sorrir e ele não consegue,como quando ele era criança

    By Blogger ÐÄÑÎËĿ, at 1:48 PM  

  • O POEMA
    Um poema é como um gole dágua bebido no escuro
    Como um pobreanimal palpitando ferido
    Como pequenina moeda de prata perdida para se,pre na floresta noturna
    Um poema sem outra angustia que a sua misteriosa condição de poema
    trite
    solitário
    único Ferido de mortal beleza

    Comentario
    O poema retrata que muitas vezes não precisamos pensar para criar , e sim pela intuição criamos ,mas tambem nem sempre é compleendido

    By Blogger Mari, at 1:53 PM  

  • As covas
    Esse poema retrata sobre um bicho, que de tanto ,medo se esconde na própria terra fazendo um buraco.
    Já, o homem para fugir de sí que cometeu pecados, cava um buraco no céu, porque seu espaço vai se fechando.

    By Blogger Daniella, at 1:57 PM  

  • mário quintana sempre aqui acolá em seus peomas, poesias nos fazendo refletir sobre as coisas.
    http://maiaravidaboa.blogspot.com/

    By Blogger enaej, at 10:14 PM  

  • olhei DE CABO A RABO o blog!
    adorei! parabéns pela seleção

    By Anonymous Anônimo, at 12:49 AM  

  • Enviei mensagem por e-mail pois desejo saber se o blog mudou de endereço já que neste julho de 2011 vejo que a mais recente postagem é de 2009. Este blog é uma fonte excelente de busca sobre a obra do Quintana. Meu endereço é: fbarreto@bizz.com.br

    By Anonymous Anônimo, at 1:04 PM  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home

eterno espanto

"Em que estrela, amor, o teu riso estará cantando?"

[Mario Quintana]


aprendiz de feiticeiro



Ou contate a moderadora.
espelho mágico

Objeto Abjeto

caderno H

a cor do invisível

Ajude: escolha pra onde vai seu imposto sem pagar nada (mesmo!) a mais por isso. Clique aqui e saiba como.



[entenda mais]
esconderijos do tempo


04.2004
05.2004
06.2004
07.2004
08.2004
12.2004
01.2005
03.2005
04.2005
05.2005
06.2005
07.2005
08.2005
10.2005
11.2005
12.2005
01.2006
02.2006
03.2006
04.2006
05.2006
06.2006
07.2006
08.2006
09.2006
10.2006
11.2006
12.2006
01.2007
02.2007
03.2007
04.2007
05.2007
06.2007
09.2007
01.2008
02.2008
03.2008
04.2008
05.2008
06.2008
07.2008
08.2008
09.2008
10.2008
11.2008
10.2009
08.2011
03.2012
06.2012
01.2013
apontamentos de história sobrenatural

Os textos encontrados aqui são fragmentos da obra de Mario Quintana - e sempre que possível será citada a fonte original, com o nome do livro e editora.
baú de espantos

banner by Cauks
template by Rnt
Powered by Blogger
a vaca e o hipogrifo

poetando

velório sem defunto

Os comentários dos leitores não refletem a opinião da autora deste blog.


Porta Giratória

Centenário Quintana
Casa de Cultura MQ
INSCRIÇÃO PARA UMA LAREIRA

A vida é um incêndio: nela
dançamos, salamandras mágicas
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!

Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...

[Mario Quintana]